Menu

Eletrobrás Rondônia vai desligar as termelétricas

A Eletrobras Distribuição Rondônia recebeu autorização da Aneel para início de licitações para as obras de construções de Linhas de Transmissões, destinadas à integração de regiões isoladas ao Sistema Interligado Nacional – SIN, os “Linhões”, como são popularmente conhecidos.
Os recursos serão oriundos dos fundos da Conta de Consumo de Combustíveis e contrapartida de 25% da própria Empresa, um investimento aproximado de R$ 500 milhões, que significa a desativação de usinas térmicas das comunidades isoladas, oferecendo energia elétrica de qualidade e segura, com diminuição da emissão dos gases poluentes que a queima de óleo diesel provoca.            .
Resultado de imagem para linhao amazonia
As regiões que serão beneficiadas com o fim da geração térmica e interligadas ao Sistema Nacional, são os municípios da região da BR-429, a partir de presidente Medici até Costa Marques e região do município de Chupinguaia; região da Ponta do Abunã, beneficiando as localidades de Abunã,  Vista Alegre, Extrema, Ponta do Abunã e Nova Califórnia.
A região de Buritis interligando Ariquemes, Monte Negro, Buritis e Campo Novo e terceiro Linhão  será na região de Machadinho do Oeste  contemplando os municípios de Machadinho, Vale do Anari, Theobroma, Cujubim e Jaru.
Segundo a Diretoria da Eletrobras Distribuição Rondônia, as obras devem iniciar pela região da BR-429 e Chupinguaia, e com a conclusão, empresas e indústrias serão atraídas para as cidades beneficiadas, aquecendo a economia, gerando emprego e renda, não somente para estas regiões, mas para todo o estado de Rondônia.


Em Buritis, Eletrobras foi multada em R$ 1 Milhão 

Uma perícia apontou que a cidade sofreu 535 interrupções no fornecimento de energia elétrica no período compreendido entre janeiro e agosto de 2014, algumas delas se prolongando por mais de uma hora. Entre 2011 e 2015, o laudo apontou 2011 a 2015 a ocorrência de 6047 interrupções, dos quais 3.975 sem qualquer tipo de aviso prévio. 
Com base nessas informações técnicas e as inúmeras reclamações de moradores, o Ministério Público moveu uma ação civil pública contra a Eletrobrás Rondônia, na 1ª Vara Cível de Buritis. A ação foi julgada procedente pelo juiz Rogério Montai de Lima que condenou a empresa à obrigação de fazer a adequada prestação do serviço, proibindo a interrupção de energia sem aviso prévio, e pagamento de multa de R$ 1 milhão de danos morais em favor da população.
**Com Informações da Assessoria
0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.