Menu

BR QUE MATA: 4 mortos e dois feridos em acidente com cinco veículos na BR-364

O acidente ocorrido na tarde de quarta-feira (19) envolvendo cinco veículos causou um grande incêndio no quilômetro 70 da BR-364, próximo a Vilhena, e resultou na morte de quatro pessoas, sendo que três morreram no local e outra ainda foi levada para atendimento médico no Hospital Regional de Vilhena, mas morreu logo depois. Segundo uma das vítimas sobreviventes, um bebê de 2 anos estava em um dos veículos, mas não foi encontrado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os veículos envolvidos no acidente foram uma Scania de cor prata com dois semirreboques, um caminhão frigorífico, um caminhão prancha, que transportava mais dois caminhões, um caminhão carroceria, que transportava um trator e outro caminhão, que não foi identificado, pois foi totalmente destruído pelo fogo.

Acidente matou 4 pessoas, 3 eram da mesma família

Acidente matou 4 pessoas, 3 eram da mesma família

Das vítimas fatais, apenas o caminhoneiro Paulo Rodrigues da Silva, de 66 anos, que morreu a caminho do hospital, foi identificado. Os corpos das outras três pessoas ficaram carbonizados e será necessário exames de DNA para identificação.

Além das mortes confirmadas, uma mulher identificada como Sirlene dos Santos Antônio, de 30 anos, e sua filha de 6 anos ficaram feridas e foram socorridas por uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros até o Hospital Regional de Vilhena, onde permanecem internadas, mas não correm risco de morte.

Sirlene é moradora da cidade de Rondonópolis (MT) e afirmou que em um dos caminhões seguia uma criança de dois anos, que não teve seu corpo localizado pela equipe de resgate.

Os corpos das vítimas se encontram no necrotério da funerária São Mateus, onde serão submetidos à autópsia para identificação.

PRF –  Divulgação – Com Informações de Rondoniagora

0

A Redação do OndaTOP, é responsável pelo compartilhamento de informações relevantes ao público do Canal, e pela editoria oficial de materiais que sejam elaborados a pedido da gestão do Grupo DigiCOM Comunicação.