Menu

Filhote de gavião-real nasce em ninho de Rondônia

Um filhote de gavião-real nasceu em uma fazenda na Linha Três em Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho. O ninho da ave, que foi construído em uma castanheira de 30 metros de altura, já estava sendo monitorado há dois anos pelo Programa de Conservação do Gavião-real do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). Na região há nove ninhos, desses cinco estão ativos. As aves dessa espécie estão ameaçadas de extinção, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama).

Ninho da ave foi encontrado em uma castanheira em Cacoal Foto - Odair Diogo da Silva

Ninho da ave foi encontrado em uma castanheira em Cacoal Foto – Odair Diogo da Silva

O ninho foi encontrado pelo estudante Igor dos Santos, de 18 anos, que sempre pescava com o seu tio próximo ao local e a grandeza da ave chamava a atenção. “Durante uma aula de biologia conheci o gavião-real, nesse momento me lembrei do ninho perto da minha casa e levei o professor até lá. Desde então, eles passaram a acompanhar o desenvolvimento do pássaro. Agora, sempre que posso, passo para dar uma olhada”, diz Igor.

O filhote nasceu na fazenda do dentista Francisco Salviano de Macedo. Segundo ele, foi muito importante saber que havia um ninho em sua propriedade, pois o cuidado agora será maior e ele afirma que as porteiras de sua fazenda, sempre que necessário, estarão abertas para que o monitoramento possa continuar sendo realizado.

De acordo com o biólogo e integrante do Programa de Conservação do Gavião-real Lucas Simão de Souza, de 46 anos, 2015 será um ano de muitas expectativas, pois explica que ter cinco ninhos ativos na região é algo inédito para o grupo, que trabalha com projetos de conservação ambiental nas escolas e comunidade. “Hoje nós temos três ninhos ativos em Cacoal, um na cidade de Ouro Preto do Oeste e outro em Rolim de Moura”, conta.

Originalmente em G1 – Rondônia

0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.