Menu

Painel Político: Troca-troca na ALE já custou mais de R$ 100 mil – Por Alan Alex

Eleições 2014

 “Passamos 20 anos de governos militares e de não poder votar para presidente, e parece que agora se quer colocar cercadinho de três meses [nas campanhas eleitorais]. Isso só beneficia quem está no poder. A oposição só poderia passar a existir no Brasil nos últimos três meses de campanha. Como ficam os pré-candidatos que querem ser opção de altenância ao poder? Não podem se movimentar pelo país porque estão em campanha?”. O questionamento foi feito pelo nono presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Dias Toffoli sobre a mania de denuncismo de suposta “propaganda eleitoral antecipada”.

Velocidade

E o novo ministro parece que pretende imprimir um ritmo acelerado ao TSE. No dia seguinte a sua posse, dezenas de processos que estavam parados há anos já foram inseridos nas próximas pautas. A jeripoca vai chiar.

Gastos com trocas de deputados por afastamento atingem média de R$ 100 Mil

Gastos com trocas de deputados por afastamento atingem média de R$ 100 Mil

E a conta?

O afastamento de Adriano Boiadeiro já custou aos cofres do legislativo cerca de R$ 100 mil. Isso porque a cada troca de deputado, no caso já foram dois, são gastos recursos com auxílio-paletó, que o parlamentar recebe logo que é empossado, além das nomeações e exonerações dos assessores que entram com o novo deputado. Licório já havia montado gabinete, teve que sair por uma liminar obtida por Carmem Gon. Licório está recorrendo, com grande possibilidade de voltar, aí troca tudo de novo.

E mais

Adriano Boiadeiro, que volta de qualquer jeito em setembro, isso se não conseguir sucesso nos recursos que impetrou, também vai fazer as devidas alterações na estrutura. O resultado dessa brincadeira, que sequer deveria estar sendo discutida, é uma conta a mais para a população. O afastamento de 180 dias imposto pela Assembleia não encontra respaldo em nenhuma legislação. Foi inventada e comeram com farofa. Se é para afastar por mais de 30 dias, tem que cassar o mandato. Esse afastamento é uma aberração jurídica. Que custa caro.

Mais gastos

Parece que é de propósito. Praticamente falida, devendo todo mundo e com uma folha de pagamento inchada e sem noção, a CAERD criou mais 74 cargos em sua estrutura. O resultado dessa brincadeira é uma conta de pouco mais de R$ 360 mil por mês. A Caerd já havia criado recentemente 38 cargos, todos com salários de R$ 3 mil.

O que não dá para entender

É o que falta para que o Ministério Público tome providências em relação a companhia, que vem sendo sucateada, não tem dinheiro para investimentos, não consegue pagar suas contas e se fica cada dia pior. A Caerd precisa passar por uma intevenção séria, do contrário a impressão que se tem é que, de fato, o sucateamento da empresa é para que ela seja vendida bem baratinho. E boatos dão conta que já tem inclusive um grupo de fora só aguardando o leilão.

Vale lembrar

Que um relatório elaborado pela Caerd informa que “vender a companhia é inviável, ninguém tem interesse”. Isso não é verdade. Qualquer estudante de economia de primeiro período sabe que a Caerd é viável, o que atrapalha é essa tal “gestão compartilhada”.

Olha essa

O TJUE (Tribunal de Justiça da União Europeia) considerou na última terça-feira que os usuários das ferramentas de busca, como o Google, podem exigir que suas informações pessoais, que são processadas e armazenadas pelos servidores, sejam apagadas. O caso teve origem em uma ação apresentada por um cidadão espanhol que exigia que seus dados pessoais, associados a um leilão de imóveis vinculado a um embargo em 1998, e os links nos quais apareciam as informações, fossem suprimidos dos resultados de busca no Google. O tribunal considerou na decisão que qualquer pessoa “tem o direito de ser esquecida” na internet sob certas condições, em particular quando os “dados são considerados inadequados, não pertinentes ou não mais pertinentes do ponto de vista dos fins para os quais foram tratados e do tempo transcorrido”. As informações são da Folha de São Paulo.

Com essa

Decisão, que não faz sentido algum, abre-se uma porta para os perigosos planos de controle de informações na internet. Interessante que não são adotadas medidas iguais para emissoras de televisão, rádios, jornais e revistas impressas. O tal “direito de ser esquecido” também deve ser estendido aos demais veículos. Em decisão recente, e contraditória, o Rondoniavivo foi condenado por danos morais quando um dos apresentados na coletiva de imprensa convocada pela Sesdec foi absolvido por falta de provas, ele entrou com processo contra o noticioso eletrônico, pedindo indenização de R$ 25 mil pelo “dano causado” a sua imagem. Na sua petição alega ainda que sua foto com a imagem/logomarca da Policia Civil ao fundo lhe prejudica.

Repatriando

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o Ministério Público a tomar providências para repatriar US$ 53 milhões que já estão bloqueados no exterior e que supostamente foram desviados de obras da prefeitura de São Paulo durante a administração de Paulo Maluf. Lewandowski também deu permissão para que o Ministério Público requeira a transferência de procedimentos criminais abertos contra Maluf na França, Ilhas Jersey, Luxemburgo e Suíça. O ministro concordou com os argumentos do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de que esses processos devem tramitar na Justiça brasileira. Maluf, certamente vai dizer que “esse dinheiro não é meu”.

Fale conosco

Pelos telefones (69) 3225-9979 ou 9363-1909. Também estamos no Facebook.com/painel.político e no Twitter (@painelpolitico). Caso prefira, envie correspondência para Rua da Platina, 4326, Conjunto Marechal Rondon. Para fazer parte de nossos grupos no whatsapp envie um whats para 9248-8911 com a seguinte informação: nome+sobrenome+NOTÍCIAS (apenas para receber informações); Caso queira participar de debates e interagir com os demais membros envie nome+sobrenome+DEBATES; Não incluímos ninguém por indicação, a própria pessoa deve enviar o pedido. Notícias são enviadas até às 22 horas, a partir desse horário só se for algo de grande relevância. Também estamos com grupos no aplicativo Telegram. Para mais informações clique AQUI.

Cientistas descobrem proteína capaz de ‘frear’ câncer de mama
Ainda há um longo caminho a ser percorrido, mas pesquisadores espanhóis demonstraram confiança quanto a descoberta de uma nova proteína que, quando bloqueada, retarda o crescimento de tumores de mama para os pulmões. O grupo já está, inclusive, trabalhando em possíveis alvos terapêuticos para que testes sejam realizados, informa o jornal “El Mundo”. A novidade é assinada por Xosé Bustelo, pesquisador do Centro de Pesquisa do Câncer de Salamanca (CIC), e por Balbinus Alarcón, do Centro de Biologia Molecular Severo Ochoa, em Madrid. Os resultados foram relatados na revista “Nature Communications”. Os estudo analisou a proteína R-Ras2 (também chamado TC21) – que é muito semelhante a outra estrutura muito conhecida dos oncologistas, o gene Ras, que sofre frequentes mutações em muitos tumores humanos. Embora ambas sejam semelhantes estruturalmente – ao ponto de muitos cientistas acharem que têm papéis complementares -, os pesquisadores descobriram que R-Ras 2 desempenha papel importante na evolução do câncer de mama. Tanto em linhagens celulares quando em modelos de ratos que foram submetidos ao enxerto de tumores humanos, Bustelo e seus colegas descobriram que ao bloquear a R-Ras 2, os canceres apenas cresciam, mas não resultavam em metástase nos pulmões – um dos locais favoritos das células do câncer de mama, uma vez que elas deixam o peito. No entanto, nem tudo são boas notícias. Tal como nós seres humanos, os tumores sem R-ras2 também foram capazes de desfazer esse “freio” ao longo do tempo, desenvolvendo mecanismos alternativos. Segundo Bustelo, conhecer esses mecanismos é importante para que se crie uma estratégia de duplo freio.

Autor: Alan Alex
Fonte: painelpolitico.com

0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.