Menu

Aplicativo de celular permite que exames oftalmológicos sejam realizados em qualquer lugar na Terra

Milhões de pessoas pobres em todo o mundo podem agora ser salvas da cegueira graças a um novo aplicativo de celular. Os cientistas criaram o Portable Eye Exame Kit (PEEK), que são dados que podem ser transferidos para um smartphone e usados para executar testes básicos de vista. Os resultados podem ser salvos no telefone e enviados por e-mail para os médicos, que podem analisá-los corretamente.

O sistema armazena as informações de contato, dados de GPS para cada paciente e usa o Google Maps para o acompanhamento e tratamento de pacientes

O sistema armazena as informações de contato, dados de GPS para cada paciente e usa o Google Maps para o acompanhamento e tratamento de pacientes

O aplicativo inovador está sendo testado em 5.000 pessoas no Quênia, e os desenvolvedores esperam que isso possa ajudar a tratar as milhões de pessoas em risco de se tornarem parcialmente cegas ou deficientes visuais. O sistema ainda está sendo usado por equipes na Antártida.

A Organização Mundial de Saúde diz que 285 milhões de pessoas são cegas ou tem alguma deficiência visual, e que 90% dos doentes vivem em países de baixa renda. No entanto, o que eles também acreditam que quatro em cada cinco casos poderiam ser evitados ou curados.

Cientistas da London School of Hygiene and Tropical Medicine, que desenvolveu o aplicativo, têm trabalhado pesquisas em 10 escolas quenianas e em uma série de aldeias. Um porta-voz do projeto disse: “Nós pensamos sobre a redefinição da simplicidade desse aplicativo com a nossa gama de testes de acuidade visual para telefone. Estamos produzindo alguns novos testes inovadores para trazer inovações sobre a distinção de cores e contrastes. Muitas crianças não vão muito bem na escola devido a problemas de visão não diagnosticados, que, quando corrigido, lhes dá uma maior oportunidade de desenvolver seu potencial”.

A pesquisa traz informações de que o sistema PEEK é acessível, fácil de usar, em detrimento do equipamento hospitalar, que custa mais de R$ 400 mil e requer uma equipe de 15 pessoas treinadas para operar.

O uso do aplicativo em adultos ainda está em análise, mas os primeiros resultados sugerem que ele é eficaz em coletar problemas de visão. O aplicativo de smartphone usa uma sequência de letras decrescente com um teste básico de visão e usa a lanterna da câmera para iluminar o fundo do olho e a retina, verificando se há alguma doença.

Richard Meddings, o presidente do “Seeing is believing” do Standard Chartered, disse: “O desenvolvimento de métodos eficazes para a triagem de crianças na escola é um desafio chave para eliminar a cegueira evitável”.

As imagens são classificadas e os pacientes diagnosticados, seja por meio de um processo automatizado ou através do envio de imagens digitais para uma rede de especialistas em todo o mundo. O PEEK pode diagnosticar cegueira, deficiência visual, catarata, glaucoma, degeneração macular, retinopatia diabética e outras doenças nervosas. Ele também pode identificar indicadores cruciais de tumores e hemorragias cerebrais.

O sistema armazena as informações de contato, dados de GPS para cada paciente e usa o Google Maps para o acompanhamento e tratamento de pacientes.

Via G1.globo.com – correiodoestado.com.br

0

A Redação do OndaTOP, é responsável pelo compartilhamento de informações relevantes ao público do Canal, e pela editoria oficial de materiais que sejam elaborados a pedido da gestão do Grupo DigiCOM Comunicação.