Menu

Supremo Tribunal Federal condena Ivo Cassol por fraude em licitações – 4 Anos de cadeia seria a pena imposta

O Supremo Tribunal Federal condenou nesta quinta-feira (8) o senador Ivo Cassol a mais de quatro anos de prisão. No entanto, a decisão sobre a perda de mandato do parlamentar será do Congresso.

Senador Ivo Cassol - O Primeiro Senador da República a ser Condenado pelo STF desde o Início da Constituição Brasileira

Senador Ivo Cassol – O Primeiro Senador da República a ser Condenado pelo STF desde o Início da Constituição Brasileira

Ivo Cassol é o primeiro senador a ser condenado pelo Supremo desde a Constituição de 1988. Matéria de www.OndaTOP.com.br 

A condenação foi por unanimidade: dez ministros do Supremo consideraram que o senador Ivo Cassol, do Partido Progressista, cometeu o crime de fraude em licitações quando era prefeito de Rolim de Moura, em Rondônia.

A Justiça entendeu que, entre 1998 e 2002, Cassol direcionou processos para favorecer três empresas que estavam em nome de amigos e parentes.

O senador foi condenado a quatro anos, oito meses e 26 dias de prisão em regime semi-aberto. E terá que pagar multa de R$ 200 mil. Os ministros do STF o absolveram da acusação do crime de formação de quadrilha.

A defesa de Cassol vai recorrer da decisão. “Temos convicção da inocência do senador Ivo Cassol e por esta razão entendemos que a decisão foi injusta”, diz o advogado do senador, Marcelo Leal. Matéria de www.OndaTOP.com.br 

O Supremo decidiu que Ivo Cassol não perderá o mandato de senador imediatamente. Por seis votos a quatro, os ministros deixaram a palavra final com o congresso. É uma mudança de entendimento em relação ao que foi definido no julgamento dos réus do mensalão, quando o tribunal determinou que os parlamentares condenados teriam que perder o mandato.

A discussão deve ser retomada na semana que vem, durante a análise dos recursos do mensalão. Matéria de www.OndaTOP.com.br 

Fonte: Jornal da Globo

0

A Redação do OndaTOP, é responsável pelo compartilhamento de informações relevantes ao público do Canal, e pela editoria oficial de materiais que sejam elaborados a pedido da gestão do Grupo DigiCOM Comunicação.