Menu

Papa cita madre Teresa de Calcutá e pede que igreja vá à periferia

Durante a missa celebrada na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro da capital fluminense, para mais de mil bispos, sacerdotes, religiosos e seminaristas, neste sábado (27), o papa Francisco lembrou de madre Teresa de Calcutá e chamou os líderes da Igreja Católica a irem até as periferias, onde as pessoas “têm sede de Deus”.

Papa desce de papamóvel e benze imagem de São Francisco em  Copacabana

Papa desce de papamóvel e benze imagem de São Francisco em Copacabana

“Que [Deus] nos empurre a sair ao encontro de tanto irmãos e irmãs que estão na periferia, que têm sede de Deus. Que não nos deixe em casa, mas que nos empurre a sair de casa. E assim sejamos discípulos do senhor”, afirmou Francisco.

Francisco chegou a citar uma frase de madre Teresa de Calcutá: “Devemos estar muito orgulhos de nossa vocação, que nos dá a oportunidade de levar cristo aos pobres, às favelas, às vidas miseráveis”. Francisco falou sobre a vocação religiosa e ressaltou que os sacerdotes têm que estar “muito orgulhosos” das suas, por elas lhes darem “a oportunidade de servir a Cristo nos pobres”.

“É nas favelas, nas povoações pobres, nas vilas onde é preciso ir buscar e servir a Cristo. Devemos ir a eles como o sacerdote se aproxima do altar: com alegria”, declarou.

Segundo o pontífice, as relações humanas são regidas “por dois “dogmas” modernos: eficiência e pragmatismo”. Por isso, “há lugar para os idosos, não há tempo para gastar com os pobres na rua”.

“Não podemos ficar encerrados na paróquia, nas nossas comunidades, quando há tanta gente esperando o evangelho! Não se trata simplesmente de abrir a porta para acolher, mas de sair pela porta fora para procurar e encontrar. Decididamente, pensemos a pastoral a partir da periferia, daqueles que estão mais afastados, daqueles que habitualmente não frequentam a paróquia”, disse o líder da Igreja Católica. “Também eles são convidados para a Mesa do Senhor.”

“Discípulo missionário”

Francisco ainda disse que, quando era jovem, seu sonho era ser missionário no Japão, mas Deus mostrou que sua missão era a própria pátria. “Ajudemos os jovens a perceberem que ser discípulo missionário é uma consequência de ser batizado, é parte essencial do ser cristão, e que o primeiro lugar onde evangelizar é a própria casa, o ambiente de estudo ou de trabalho, a família e os amigos”, disse Francisco.

“O ‘permanecer’ com Cristo não é se isolar, mas é um permanecer para ir ao encontro dos demais”, afirmou o papa. “Com a mesma ousadia de Paulo e Barnabé, anunciemos o Evangelho aos nossos jovens para que encontrem Cristo, luz para o caminho, e se tornem construtores de um mundo mais fraterno.”

Agenda

O papa chegou às 8h50 para celebrar a missa na Catedral. Às 11h30, Francisco terá um encontro com autoridades e a sociedade, no Theatro Municipal, na Cinelândia, no centro da cidade. Está previsto um discurso do papa no local.

Durante a tarde, às 13h30, o pontífice terá um almoço com cardeais, com a presidência da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), bispos e a comitiva papal, no grande refeitório do centro de estudos do Sumaré.

Pela noite, o papa estará presente na Vigília de Oração junto com os jovens que participaram ao longo do dia de uma caminhada de 9,5 km (da Central do Brasil, no centro, até a praia de Copacabana, na zona sul). O evento seria realizado em Guaratiba, mas por conta das fortes chuvas, foi transferido de local.

A vigília é o quarto ato central da Jornada Mundial da Juventude e o momento em que o papa fará a adoração ao Santíssimo Sacramento com os jovens presentes.

Papamóvel

Após a missa, Francisco percorrerá a bordo do papamóvel o trajeto entre a Catedral e o Theatro Municipal, na Cinelândia. Com o início da rota de peregrinação na avenida Presidente Vargas, também no centro, o papamóvel passará no mesmo quarteirão onde peregrinos terão de caminhar para chegar à zona sul. Os fiéis passarão pela avenida Rio Branco, a principal via arterial da região central, por meio da qual também é possível chegar ao Theatro Municipal.

FONTE: UOL

0

A Redação do OndaTOP, é responsável pelo compartilhamento de informações relevantes ao público do Canal, e pela editoria oficial de materiais que sejam elaborados a pedido da gestão do Grupo DigiCOM Comunicação.