Menu

Justiça determina interdição de laboratórios da Universidade de RO

O Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (Rondônia  e Acre) determinou, após inspeção nos laboratórios da Universidade Federal de Rondônia realizada na quinta-feira (28), a imediata interdição dos laboratórios de anatomia, enfermagem, além da estrutura edificada, que fica em frente ao laboratório de medicina, do setor de marcenaria, assim como que a instituição tome providências em relação a fiações expostas, lixo, mato e cadeiras enferrujadas no campus. A institução afirma que vai fazer o possível para atender as determinações o mais breve possível.

No laboratório de enfermagem foram encontrados medicamentos vencidos  (Foto: Vanessa Vasconcelos/G1)

No laboratório de enfermagem foram encontrados medicamentos vencidos (Foto: Vanessa Vasconcelos/G1)

A decisão é de comum acordo entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Justiça do Trabalho. De acordo com a decisão, a situação dos locais interditados colocam em risco “a vida e saúde dos trabalhadores e da comunidade acadêmica em geral”. A Unir tem prazo de até 30 dias para cumprir todas as determinações.

Entre as irregularidades encontradas nos laboratórios estão, formol fora da validade e cadáveres em estado avançado de decomposição. Nesta sexta-feira (29), alunos do curso de enfermagem afirmaram que além das condições precárias do laboratório, a falta de professores também tem prejudicado o rendimento acadêmicos.

Sobre a decisão, Jorge Coimbra, pró-reitor de graduação da instituição, disse que a universidade vai providenciar a solução para os problemas pontuados pela comissão. “Por enquanto as aulas das disciplinas que precisam dos laboratórios serão suspensas. Temos um déficit de professores, mas estamos vendo a forma mais rápida para contratação”, disse Jorge Coimbra.

Fonte: G1-RO

0

A Redação do OndaTOP, é responsável pelo compartilhamento de informações relevantes ao público do Canal, e pela editoria oficial de materiais que sejam elaborados a pedido da gestão do Grupo DigiCOM Comunicação.