Menu

Rondônia terá laboratório de tipagem para transplante de medula óssea e rins

Considerando a evidente necessidade de um serviço de referência na área de Histocompatibilidade/HLA (teste de laboratório para identificar características genéticas), para o Estado, o Núcleo de Atendimento em Triagem Neonatal (Nativida), sistema de referência em Rondônia e Acre desde 2001, irá inaugurar o primeiro laboratório de HLA totalmente apto a funcionar, credenciado junto ao Sistema Nacional de Transplantes (SNT). O Nativida/HLA vai funcionar ao lado do Nativida Triagem Neonatal, localizado na avenida Governador Jorge Teixeira, 2800, bairro Embratel, próximo a avenida Tiradentes e a inauguração acontece na próxima segunda-feira (08).

Rondônia terá laboratório para tipagem de transplante de medula óssea e rins

Rondônia terá laboratório para tipagem de transplante de medula óssea e rins

 Com o início da operação, o Nativida/HLA ampliará seu atendimento, restrito a pacientes com encaminhamento médico, para todos os pacientes que necessitam de transplante de medula óssea, bem como interessados em tornar-se doador voluntário de medula. O exame verifica se os tecidos do doador e receptor são imunologicamente compatíveis por meio de avaliação das proteínas que se localizam na superfície das células do organismo, os chamados HLA. A capacidade de operação será de três mil exames/mês.

 O laboratório também está apto a fazer os exames destinados a pacientes que aguardam transplantes de rins, que se deslocam a cada três meses para São Paulo para fazer o HLA. De acordo com a diretora técnica do laboratório, Dra. Georgia Marcusso, o Nativida/HLA, trará grande benefício à população, já que todos os exames serão gratuitos, contemplados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Os pacientes que residem em Rondônia não precisarão mais se deslocar para São Paulo para fazer este tipo de diagnóstico”.

 Ainda de acordo com Marcusso, além do benefício à população, o serviço prestado contribuirá para economia nos gastos da saúde pública do Estado, que arca com os custos de deslocamento dos pacientes residentes em Rondônia para outros estados com laboratórios de referência para realização deste exame. Com a atuação do Nativida cerca de 130 de pacientes não precisarão mais sair de Rondônia a cada três meses para ter acesso a este serviço.

Sobre doação de medula óssea

O transplante é a substituição da medula óssea doente por uma saudável. O transplante de medula óssea é recomendado a pacientes com doenças que afetam as células do sangue como leucemias, anemia aplástica e linfomas.

A doação de medula óssea é um procedimento seguro que não causa qualquer problema a saúde do doador. Pessoas entre 18 e 55 anos, que tenham boa saúde, independente do tipo sanguíneo podem ser doadores e o doador não pode ter nenhuma doença infecciosa transmissível pelo sangue. Os interessados devem procurar o Hemocentro mais perto de sua localidade.

FONTE: RONDONIADINAMICA

0

Dra. Rita de Cássia Martins
Rita de Cássia é Fisioterapeuta, e escreve para a sessão Palavra de Especialista do OndaTOP a 8 anos. Trabalha com RPG, Fisioterapia Ortopédica e Drenagem Linfática.