Menu

PF prende suspeitos em operação contra o tráfico em 5 estados

Uma operação da Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (30) 41 mandados de prisão e mais 38 mandados de busca e apreensão contra uma organização criminosa voltada para o tráfico internacional de cocaína nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Espírito Santo e Maranhão. Até às 11h (horário de Brasília) desta sexta-feira, de acordo com a PF, 21 mandados já foram cumpridos.

390 quilos de cocaína foram apreendidos pela Polícia Federal na operação contra o tráfico

390 quilos de cocaína foram apreendidos pela Polícia Federal na operação contra o tráfico

A investigação, realizada pela Polícia Federal de Cáceres, a 204 quilômetros de Cuiabá, durou um ano. Segundo a polícia, o núcleo do grupo criminoso atuava no estado e se ramificava para outras regiões do país para dar apoio a outras quadrilhas. No decorrer das investigações, foram presas seis pessoas e apreendidos aproximadamente 390 quilos de cocaína, além de material destinado à produção, preparação e refino de drogas.

Em Mato Grosso, são cumpridos sete mandados de prisão em Cáceres, dois em Cuiabá e um em Campo Novo do Parecis. Já em Mato Grosso do Sul, as prisões são cumpridas em Campo Grande. No Espírito Santo, na cidade de Viana. Já no Maranhão, os mandados são cumpridos nos municípios de Pinheiro e Viana. Em São Paulo, há mandados a serem cumpridos no município de Ribeirão Preto.

Depois de prestar depoimento à polícia, todos os suspeitos serão encaminhados à cadeia pública da cidade mato-grossense de Cáceres, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal. Os suspeitos vão responder na Justiça pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico. As penas podem chegar a 15 anos de prisão. A operação foi nomeada de Noturnos, em virtude de parte dos suspeitos transportar a droga somente à noite.

Conforme informações da PF, um dos presos já foi indiciada por tráfico de drogas e cumpria pena em regime domiciliar. Além disso, teria morado na Bolívia após assassinar um policial em Mato Grosso. No país vizinho, levou um tiro e ficou com deficiência física. Entre os detidos até o momento, quatro são mulheres. Duas delas alegam não possuir nenhuma relação com os crimes e que foram presas por causa dos respectivos maridos.

Fonte: G1.GLOBO.COM- Com Informações da Polícia Federal

0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.