Menu

GOE e Agentes Penitenciários contém motim no presídio de Presidente Médice

Um apenado teria iniciado uma confusão nesta sexta-feira em Presidente Médici, e os agentes penitenciários tiveram que usar munições não letais para conter a fúria dos presos.

Ninguém saiu ferido. Ao ser mandado para uma cela, denominada “Tampão, um dos presos gerou o princípio de rebelião no presídio da cidade.

GOE efetua disparos não letais e contém princípio de rebelião em presídio rondoniense

GOE efetua disparos não letais e contém princípio de rebelião em presídio rondoniense (Clique AMPLIAR)

Os agentes penitenciários tiveram que usar a força para conter os presos, que a todo instante gritavam e ameaçavam que iriam destruir tudo e matar todos os funcionários.

Policiais Militares do GOE (Grupo de Operações Especiais) do 2º BPM de Ji-Paraná, foram acionados e ajudaram a conter a confusão. Segundo informações da polícia, durante o motim, um dos presos pretendia furar dois agentes penitenciários. Este presidiário foi identificado e provavelmente será transferido para outra unidade prisional do estado.

Após a contenção dos presos, os policiais juntamente com os agentes, realizaram uma busca minuciosa nas celas, encontrando apenas um “chuncho”, arma pontiaguda de fabricação caseira.

“A unidade está tranqüila, foi restabelecida a ordem”, garantiu o comandante do GOE, aspirante a oficial PM Leandro. A informação é do 2º BPM.

Fonte: 2º BPM, com informações do Rondôniagora

0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.