Menu

CRISE HOSPITALAR: Força-tarefa federal vistoria unidades de saúde em Rondônia

Atendendo a uma solicitação do governador Confúcio Moura – que esteve em Brasília na última sexta-feira (7) em audiência com o Ministro da Defesa, Nelson Jobim, e com a Secretária Executiva do Ministério da Saúde, Márcia Amaral, aos quais apresentou um dossiê da precária situação da rede hospitalar em Rondônia – uma força-tarefa enviada pelo Governo Federal iniciou nesta quarta-feira (12), em Porto Velho, uma visita de vistoria e inspeção em algumas unidades de saúde do Estado.

Equipe Interministerial faz visita e  vistoria as condições dos hospitais de Rondônia

Equipe Interministerial faz visita e vistoria as condições dos hospitais de Rondônia (CLIQUE PARA AMPLIAR)

Com o objetivo de traçar um diagnóstico do setor de saúde pública no estado, a comissão, composta por militares do Ministério da Defesa, técnicos do Ministério da Saúde e da Defesa Civil Nacional, percorreram nesta manhã as dependências do Hospital de Pronto Socorro João Paulo, do Hospital de Base Ary Pinheiro e do Hospital Infantil Cosme e Damião.

Até a próxima sexta-feira a equipe pretende apresentar um relatório completo da atual situação do setor de atendimento hospitalar de Rondônia e um parecer sobre o auxílio do Governo Federal ao Estado, em caráter emergencial.

O governador Confúcio Moura decretou no dia 4 de janeiro “estado de perigo iminente e de calamidade pública” após constatar, segundo o decreto “ a deficiência das ações e serviços de saúde no Estado de Rondônia e a situação dramática a que se chegou, com notório prejuízo do atendimento na rede hospitalar e das unidades do serviço de saúde, com grave risco para a própria preservação da vida humana”.

Existe a possibilidade de instalação de um hospital de campanha – através do Ministério da Defesa – em área próxima ao Hospital João Paulo para desafogar – de forma emergencial – o atendimento naquela unidade.

Atualmente cerca de 300 pacientes estão na fila de cirurgias ortopédicas daquele pronto socorro, segundo o Secretário de Estado da Saúde, Alexandre Muller. Ele está otimista com os resultados da medida adotada pelo governador Confùcio Moura.

Na vistoria ao Hospital João Paulo a equipe – que fotografou os pacientes estirados no chão e ao longo dos corredores e os vários setores da unidade, como urgência emergência, UTIs e centro cirúrgico – foi acompanhada pelo diretor da unidade, Sérgio Mello, e pelo secretário Alexandre Muller. A inspeção durou mais de uma hora, durante a qual os técnicos comprovaram a situação caótica no atendimento do pronto socorro.

Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro recebe integrantes dos minitérios responsáveis por analisar a situação dos hospitais do estado

Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro recebe integrantes dos minitérios responsáveis por analisar a situação dos hospitais do estado (CLIQUE PARA AMPLIAR)

Em seguida a equipe se deslocou para as demais unidades de saúde, como o Hospital de Base Ary pinheiro, passando pelo setor de ortopedia, UTI-Neonatal e demais setores, conversando com os pacientes.

De acordo com o secretário Alexandre Muller a equipe visitará ainda nesta semana os hospitais de Ji-Paraná, Cacoal e, possivelmente, Vilhena, haja vista que a situação é preocupante também nestas unidades. Nestas visitas técnicas a equipe colherá dados para montar estratégias de ação emergencial para a saúde.

Da equipe que compõe a força-tarefa, que permanecerá em Rondônia até a próxima sexta-feira, fazem parte os representantes dos Ministérios da Defesa, Comandante Fuzileiro Naval Luiz Carlos Brito Cunha, do Exército, Tenente Coronel Médico, Lucas Ramão dos Santos, da Saúde, José Eduardo Fogolin Passos, Valmira do Socorro Ferreira da Costa, João Marcelo e Adriano Massuda; e da Integração Nacional (Defesa Civil), Armin Braun, Chefe Nacional de Gerenciamento e Desastre.

FONTE: DECOM – Departamento de Comunicação Social do Governo de Rondônia

0

Anderson Guizolfe
Anderson Guizolfe é jornalista, fotógrafo profissional e se aventura no marketing e em novas tecnologias. Faz coberturas fotográficas dinâmicas em diversos eventos, e à 12 anos garimpa informações e notícias entre uma faculdade ou outra, e o serviço público.